Cordisburgo, a Cidade do Coração

Cordisburgo, a Cidade do Coração

Avaliação

2 out of 5
Graphics
4.5 out of 5
Gameplay
3 out of 5
Sound
4 out of 5
Storyline

Total

3.4
3.4 out of 5

Visão Geral

  • Marca Canon, Nikon, Olympus
  • Data de lançamento June 21, 2014
  • Pros:

    In qui facilisis appellantur, pro vero aliquid fabulas cu. Pri cu facete debitis fabellas, accusam voluptua ad mel.

  • Cons:

    Quo te partem nusquam salutatus, nobis oratio vel ut. Duo te quod salutatus.

  • Conclusão

    Nibh voluptua eleifend sed ne, ex melius maiorum vix, ea case percipit sit. Quo in scripta prodesset, ex nam sonet theophrastus.

Cordisburgo, a Cidade do Coração

O município de Cordisburgo fica na mesorregião de Belo Horizonte, Minas Gerais, e é a terra natal do escritor João Guimarães Rosa.
O distrito foi criado, em 1890-1891, com a denominação de Cordisburgo da Vista Alegre. A partir de 1923, o município passou a ser chamado somente de Cordisburgo. O nome é a mistura da palavra Cordis, que no latim significa Coração, e Burgo, que no alemão quer dizer, cidade, ou seja “ Cidade do Coração”
Os principais atrativos da cidade são:
  • O museu Guimarães Rosa
O visitante poderá adentrar o mundo de Guimarães Rosa e conhecer a vida e a obra deste grande escritor brasileiro que descreveu também o sertão brasileiro, como na obra o “Grande Sertão Veredas”.
Inaugurado em 30 de março de 1974, o museu está localizado na casa onde Guimarães Rosa nasceu e passou a infância em Cordisburgo, e tem um acervo com vários registros de sua vida profissional como médico e diplomata, objetos de uso pessoal, vestuário, utensílios domésticos, mobiliário e peças do universo rural descrito por Guimarães Rosa. Além de uma coleção de cerca de 700 documentos dentre discursos, artigos em periódicos e originais manuscritos ou datilografados, a exemplo de “Tutaméia”, sua última obra publicada.

Museu Guimarães Rosa
  • Gruta do Maquiné
A gruta do Maquiné é uma linda viagem subterrânea por belezas naturais e muita história, e foi descoberta em 1825 pelo fazendeiro Joaquim Maria Maquiné. Também conhecida como Lapa Nova do Maquiné, a gruta serviu de abrigo para o homem pré-histórico, mas eles não tinha costume de entrar nas áreas escuras da caverna. Ficavam nas entradas das grutas, onde realizavam diversas atividades, como podem ser observados nas pinturas rupestres e nos vestígios deixados.

Gruta do Maquiné
Ao visitar a gruta lembre-se deste lema na espeleologia (ciência que estuda as grutas) que diz: “Em uma gruta, nada se deixa, a não ser pegadas. Nada se mata, a não ser o tempo. Nada se tira, a não ser fotografias. Nada se quebra, a não ser o silêncio”. Ou seja, não piche, não deixe lixo, não quebre, não toque nas formações e não saia das passarelas.
(Informações obtidas no site da prefeitura de Cordisburgo)
Gostou de Cordisburgo? Quer visitar? Entre em contato com a CCBT pelo telefone: 3325-2323 ou pelo e-mail: ccbt@ccbt.org.br, e saiba mais sobre a viagem Rio de Janeiro- Minas Gerais -Goiás, Brasília, que será realizada entre os dias 16/04 a 24/04.
Categorias Uncategorized

Comentários